Singularidades de alguns graduandos de Ciências Biológicas e as Políticas Afirmativas na Universidade Federal de Sergipe

Autores

  • Aline Mendonça Santana Universidade Federal de Sergipe
  • Márcia Cristina Rocha Paranhos Universidade Federal de Sergipe
  • Alice Alexandre Pagan Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2017.059907

Palavras-chave:

Políticas afirmativas, Inclusão, Formação de professores de Biologia

Resumo

Cada pessoa é única, possui características somente suas dentro de seu modo de pensar, ser e agir. Cada aluno tem seu modo particular de aprender, refletido em sua cultura e experiência de vida. Essas características particulares de ser são entendidas aqui como singularidades. Neste trabalho buscamos descrever algumas das singularidades dos alunos do curso de Ciências Biológicas Licenciatura da Universidade Federal de Sergipe. Entrevistamos 5 graduandos, cujas falas foram transcritas e analisadas a partir da apresentação de trechos que representem a diversidade de singularidades apontadas nas falas dos discentes entrevistados. Analisamos 4 grupos de singularidades, 1) étnico/racial; 2) socioeconômicas, 3) Pessoa com Deficiência e 4) múltiplas jornadas da mulher.

Downloads

Publicado

2017-08-11

Edição

Seção

Encontro Nacional Ciência e Habilidades Socioemocionais