Contribuições da experimentação nas aulas de estágios na formação inicial dos Professores de Química.

Autores

  • G. Santos Universidade Federal de Sergipe
  • E. M. Sussuchi Universidade Federal de Sergipe

Palavras-chave:

Atividades Experimentais, Estágio Supervisionado, Ensino de Química.

Resumo

Considera-se importante que o professor formador apresente a seus alunos (graduandos) formas metodológicas que possam contemplar a vivência de situações do cotidiano e contribuições na formação. Uma destas é a Experimentação, pois possibilita a vivência de situações reais e a visualização de fenômenos permitindo que os alunos sintam-se estimulados a frequentarem, e a participarem das aulas em conjunto com o professor. Sendo assim, esse trabalho tem como objetivo identificar as contribuições das atividades metodológicas usadas por um grupo de formandos em Química da UFS nas aulas de Estágios. Um ponto a ser destacado na pesquisa é o fato de que a experimentação e a relação teoria x prática foram às metodologias mais usadas pelos estagiários nas aulas, consideradas por eles as que mais promovem a aprendizagem. Sabemos que, a implantação de metodologias aptas a tornarem o processo de ensino e aprendizagem mais dinâmico e de fácil compreensão depende muito do desempenho e da formação do professor. A partir desta pesquisa percebeu-se que os estágios supervisionados foram os momentos de maior contribuição na formação inicial dos futuros professores, pois, foi neste conjunto de estágios que os graduandos puderam discutir e atrelar a teoria com a prática em um só momento, realizar e discutir com os colegas e o professor formador atividades experimentais que pudessem ser utilizados durante as aulas, além de outras formas metodológicas adotadas pelos entrevistados durante suas aulas de estágio.

Downloads

Publicado

2013-08-05