Avaliação histológica dos efeitos da crotoxina de – Crotalus durissus terrificus na pele do dorso de ratos Wistar

T. F. Silva, G. T. Santos, F. S. Mendonça, A. M. Soares, L. M. G. Neves, M. A.M. Esquisatto, M. V. Mazzi

Resumo


O veneno crotálico é constituído de enzimas, toxinas e peptídeos. A crotoxina corresponde à maior fração protéica do veneno e é responsável por alterações fisiopatológicas importantes. As principais manifestações clínicas da crotoxina incluem: neurotoxicidade, miotoxicidade e citototoxicidade. O presente trabalho teve como objetivo avaliar histologicamente os efeitos locais da crotoxina na pele do dorso de ratos Wistar. Diferentes concentrações da crotoxina (5μg, 10μg, 20μg, 40μg e 80μg) foram injetadas intradermicamente em 18 ratos Wistar machos. Após 24 horas da injeção, as peles foram retiradas, processadas e analisadas por microscopia de luz. As amostras de tecidos do grupo controle negativo (solução salina) mostraram características histológicas típicas de pele normal com alguns pontos de infiltrado inflamatório e crostas de fibrina.  Todas as concentrações utilizadas induziram alterações histológicas que reproduziram de maneira crescente e dose dependente os danos teciduais. O edema e a hemorragia foram heterogêneos nas diferentes concentrações da toxina. Dermonecrose foi identificada nas regiões mais profundas da derme, em concentrações maiores. Nas concentrações a partir de 10µg, a inflamação foi caracterizada por leucocitose e neutrofilia, comparados ao controle.  Degeneração de estruturas teciduais foi evidenciada nos animais tratados com 40µg. As fibras colágenas apresentaram pouca modificação entre os grupos tratados e controle. No entanto, os feixes de fibras tornaram-se mais eosinofílicos nos grupos tratados com 40 e 80µg de toxina. Nossos resultados corroboram em demonstrar os efeitos histológicos da crotoxina (PLA2) no envenenamento crotálico, que são de difícil interpretação.

Palavras-chave: crotoxina, pele, inflamação.


Palavras-chave


crotoxina; pele; inflamação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.