Vigor e produtividade de sementes de coentro em função do tipo de semente1

Gabriel Mascarenhas Maciel, Fernando Cesar Sala, Cyro Paulino Costa, Oswander David Melo

Resumo


Esse trabalho teve como objetivo avaliar a influência do uso de sementes básicas inteiras (diaquênios) ou partidas (aquênios) na produção e qualidade de sementes de coentro. Foram utilizadas sementes básicas da cultivar Guarani colhidas dos terços inferior, mediano e superior da planta, por parcela, em função do tipo,  aquênios ou diaquênios. Os seguintes parâmetros referentes aos aspectos de produtividade foram avaliados: número de sementes por parte colhida na planta (NS), sementes por grama (SG) e produtividade por parte colhida na planta (PROD). No intuito de avaliar a qualidade das sementes efetuaram-se testes de emergência de plântulas (E%) a partir de 7, 10 e 15 dias após semeadura (DAS). Pode-se observar que os melhores efeitos de produtividade aliado ao maior vigor foram conferidos no T2 (sementes tipo aquênio e colheita realizada no terço mediano da planta). Estas afirmativas são reforçadas pela significância encontrada no C1 (comparação entre a utilização de sementes básicas do tipo aquênio vs diaquênio). O uso de sementes básicas do tipo aquênio na produção de sementes de coentro, cultivar Guarani, proporcionou maior potencial produtivo aliado a maiores percentuais de emergência de plântulas.  

Palavras-chave


Coriandrum sativum, Produção de sementes, Tecnologia de produção, Beneficiamento, Emergência.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena
Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.