Preparo e avaliação de argilas Verde-Lodo organofílicas para uso na remoção de derivados de petróleo

C. Bertagnolli, S. J. Kleinübing, M. G. C. Silva

Resumo


Argilas modificadas com sais quaternários de amônio, denominadas organofílicas, têm afinidade por compostos orgânicos sofrendo expansão, o que  possibilita seu uso para remediação de áreas contaminadas. Neste trabalho foram preparadas argilas organofílicas a partir de esmectita natural da Paraíba e dos sais quaternários de amônio cloreto de benzalcônio e cloreto de cetil piridínio, caracterizadas por difração de raios-X, espectroscopia de infravermelho e microscopia eletrônica de varredura. A afinidade pelos derivados de petróleo:  gasolina, querosene e óleo diesel, foram realizadas por ensaios de adsorção e expansão. Os resultados do processo de organofilização foram avaliados pelo aumento do espaçamento basal e o surgimento de bandas de absorção referentes aos grupos CH2 e CH3nas argilas modificadas. O potencial para remoção de derivados de petróleo de águas residuais foi verificado pela adsorção destes compostos. 

Palavras-chave


Adsorção, sal quaternário de amônio, caracterização de argila.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.