Qualidade fisiológica e sanitária de sementes de Cenostigma tocantinum Ducke (Fabaceae)

Thiago Martins Santos, Alisson Rangel Albuquerque, Milena Pupo Raimam

Resumo


O conhecimento acerca das características fisiológicas e sanitárias das sementes é essencial para o controle de qualidade de mudas. Assim, os testes de vigor e sanidade das sementes são fundamentais na análise de lotes amostrais. Este trabalho teve por objetivo verificar a sanidade e a viabilidade de sementes de Cenostigma tocantinum coletadas no município de Marabá-PA. A germinação utilizou o substrato de papel toalha e incubação em BOD e a viabilidade foi obtida pelo método do tetrazólio (0,1%). A sanidade das sementes foi avaliada com e sem a desinfecção por hipoclorito de sódio 2%. Para cada análise foram utilizadas 200 sementes. Foram avaliados o índice de velocidade de germinação (IVG), taxa de germinação (%), tempo médio de germinação (TMG), porcentagem de sementes viáveis e incidência de fungos (%). As análises demonstraram a taxa de germinação de 85%, IVG de 6,49 horas e TMG de 2,85 dias. A viabilidade das sementes foi de 73%. O lote apresentou 85% de incidência de Penicillium sp., 46% por Aspergillus sp, 14% por Fusarium sp. e 16% de Rhizopus sp. O método de desinfecção foi eficiente para a redução da incidência dos fungos.


Palavras-chave


sementes florestais, teste de viabilidade, fungos de armazenamento

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2020.120202

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Thiago Martins Santos, Alisson Rangel Albuquerque, Milena Pupo Raimam

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.