Saccharomyces cerevisiae como modelo de ensino de toxicologia a estudantes do ensino médio

Autores

  • Luciana Cristina Vitorino Instituto Federal Goiano http://orcid.org/0000-0001-7271-9573
  • Lígia Gabriela de Sá Vanin Instituto Federal Goiano
  • Layara Alexandre Bessa Instituto Federal Goiano
  • Rodrigo Braghiroli Instituto Federal Goiano

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2021.012702

Palavras-chave:

toxicidade, leveduras, bioindicadores

Resumo

A levedura Saccharomyces cerevisiae é comumente utilizada em bioensaios de toxicidade por ser um modelo eucariótico de fácil acesso e cultivo. Assim, este trabalho propõe um protocolo experimental de fácil replicação, utilizando esta levedura e químicos facilmente adquiridos no mercado, para possibilitar que o professor introduza, de forma prática, conceitos de toxicologia para estudantes do ensino médio. Para tanto, foi avaliado o percentual de mortalidade dessa levedura na presença de formulações comerciais de etanol e H2O2 e observado um comportamento linear da mortalidade com o aumento gradual da concentração dos químicos. Foi verificada toxicidade superior do peróxido, possivelmente associada ao estresse oxidativo. Este protocolo permite ao professor, demonstrar que a toxicidade está intimamente relacionada à concentração dos químicos e abre perspectivas para testes com outras amostras, sendo elas biológicas, como extratos vegetais ou químicas como águas residuais, agrotóxicos e outros.

Downloads

Publicado

2021-02-24