Massa de sementes e variação diurna das trocas gasosas em Luetzelburgia auriculata (Alemão) Ducke

Maria de Fátima de Queiroz Lopes, Francisco Romário Andrade Figueiredo, Riselane de Lucena Alcântara Bruno, Ronimeire Torres da Silva, Leonardo Vieira de Souza, Lucas Kennedy Silva Lima

Resumo


Luetzelburgia auriculata é uma espécie importante em programas de reflorestamento e recuperação de áreas degradadas. A massa da semente é um fator associado ao vigor, que assegura o estabelecimento de plântulas nas condições do semiárido, pois, as reservas garantem a sobrevivência das espécies. Além disso, respostas fisiológicas revelam o desempenho em diferentes ambientes, servindo como parâmetro na escolha de espécies destinadas a áreas de reflorestamento. Com isso, o objetivo da pesquisa foi avaliar a influência da massa de sementes na variação diurna das trocas gasosas em plantas jovens de Luetzelburgia auriculata. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado em esquema fatorial 2 x 5 sendo duas classes de sementes (leves <0,35 e pesadas ≥0,35 g) e cinco horários de leitura (8:00; 10:00; 12:00; 14:00 e 16:00 h) com 10 repetições. Foram mensuradas: fotossíntese líquida, condutância estomática, transpiração, concentração interna de CO2, temperatura foliar, eficiência instantânea do uso da água e eficiência instantânea de carboxilação. Foram quantificadas as medidas da temperatura do ambiente e umidade relativa do ar. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey, nos casos de significância foram realizadas análise de regressão polinomial. A fotossíntese líquida, transpiração e condutância estomática decresceram principalmente a partir das 10 h, apresentando estreita correlação com características do ambiente. O pico fotossintético de L. auriculata ocorre entre 10 e 12h, sendo esse o intervalo ideal para fazer análises das trocas gasosas da espécie. No entanto, a massa de sementes não influencia nas trocas gasosas.


Palavras-chave


classe de sementes, fotossíntese, semiárido

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2019.120201

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Maria de Fátima de Queiroz Lopes, Francisco Romário Andrade Figueiredo, Riselane de Lucena Alcântara Bruno, Ronimeire Torres da Silva, Leonardo Vieira de Souza, Lucas Kennedy Silva Lima

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.