Proposta metodológica para identificação de riscos associados ao relevo e antropização em áreas marginais aos recursos hídricos

Vanessa Cezar Simonetti, Darllan Collins da Cunha e Silva, André Henrique Rosa

Resumo


A supressão das matas ciliares prejudica a integridade dos recursos hídricos, refletindo na qualidade da água, podendo comprometer a biota e a qualidade de vida da população, tornando indispensável estudos que avaliem os potenciais riscos ambientais. Assim, este estudo objetivou a identificação dos riscos associados às áreas de preservação permanente marginais aos cursos de água da APA Itupararanga com o auxílio de geoprocessamento. Os métodos basearam-se na sobreposição de diferentes planos de informação cartográficas em ambiente de Sistema de Informação Geográfica e Sensoriamento Remoto. Os resultados revelaram que 36,07% das áreas de preservação permanente da APA possuem classes de fragilidade ambiental associados ao relevo classificadas em média, forte e muito forte. As classes de riscos incluem além do relevo, o uso do solo no entorno das áreas de APP e revelaram que 77,37% da APA possui cobertura vegetal. Os riscos classificados como muito baixo e baixo totalizaram 19,79%, e os riscos médio, alto e muito alto apresentaram, respectivamente, 2,39%, 0,42% e 0,03%. As classes de riscos apresentadas no estudo indicaram que as áreas de APP sugerem reflexos da elevada antropização da área, sendo necessárias constantes fiscalizações e ações que visem minimizar as atividades que causam a degradação das matas ciliares.


Palavras-chave


mata ciliar, geoprocessamento, risco ambiental

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2019.025301

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Vanessa Cezar Simonetti, Darllan Collins da Cunha e Silva, André Henrique Rosa

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.