Dosagem de mistura asfáltica com CAP 50/70 modificado com borra de petróleo

Denes Carlos Santos da Graça, Gisélia Cardoso, Erinaldo Hilário Cavalcante

Resumo


Modificadores de ligantes asfálticos, tais como polímeros, borrachas de pneus moídos, borra oleosa de petróleo, dentre outros, vêm sendo estudados para melhor adequação destes às condições de uso. Contrariamente aos puros, os ligantes modificados apresentam comportamento reológico não-Newtoniano. Por essa razão, a dosagem de mistura asfáltica com ligantes modificados apresenta restrições às metodologias convencionais. Neste estudo, a modificação do ligante asfáltico CAP 50/70 foi realizada utilizando-se 10% e 20%, em massa, de masterbatch’s de borracha de pneus inservíveis com borra de petróleo, na proporção 15/85 (CM1) e 85/15 (CM2), seguindo a Norma DNER – ME 043/95. Os resultados mostraram que é possível dosar misturas asfálticas com o CAP 50/70 modificado com borra de petróleo seguindo-se a metodologia da referida Norma.


Palavras-chave


Ligante modificado, borra oleosa de petróleo, dosagem de ligante

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2016.054213

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Gisélia Cardoso, Denes Carlos Santos da Graça, Erinaldo Hilário Cavalcante

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.