Vivências Pibidianas: relatos e reflexões sobre ações do PIBID/IFRS/POA no Colégio Estadual Júlio de Castilhos

Autores

  • Mônica de Oliveira Bauska Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) – Câmpus Porto Alegre http://orcid.org/0000-0001-7685-3868
  • Josiane Ladelfo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) – Câmpus Porto Alegre http://orcid.org/0000-0002-8829-3682
  • Andréia Modrzejewski Zucolotto Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) – Câmpus Porto Alegre
  • Cassiano Pamplona Lisboa Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) – Câmpus Porto Alegre

Palavras-chave:

Ensino Médio Politécnico, Experimentação, PIBID

Resumo

O presente artigo é um relato seguido de reflexões sobre diversas vivências compartilhadas entre professores supervisores e bolsistas de iniciação a docência do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência (PIBID). As atividades desenvolvidas pelo grupo acontecem dentro da disciplina de Seminário Integrado de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e de Química. As ações pibidianas foram focadas na experimentação e na pesquisa, sendo estas planejadas, organizadas e aplicadas pelos bolsistas juntamente à professora supervisora. Descreve-se o cenário das ações explicando a implementação e perspectivas do Ensino Médio Politécnico e explicando como os bolsistas são inseridos nesse contexto frente às suas aspirações para a formação inicial docente. Dentro da disciplina de Química foram realizados experimentos trabalhando de forma transversal, os temas substâncias ácidas e básicas do cotidiano, adulteração da gasolina, ligações químicas, óxidos presentes na reação química da respiração e em refrigerantes/água gaseificada, efeito estufa, chuva ácida e produtos de higiene. Na disciplina de Seminário Integrado foram realizadas duas atividades: uma pesquisa sobre as espécies vegetais presentes no pátio da escola, bem como a criação de um herbário para ser colocado à disposição da comunidade no museu da escola; a outra atividade voltou-se ao debate do bullying explorando as diferenças físicas e trazendo alguns apontamentos genéticos para tais. Observa-se que o PIBID cria situações propícias para a formação docente dos bolsistas de iniciação a docência, pois os mesmo estão em contato direto com o ambiente escolar e atentos às possibilidades de abordagens pedagógicas.

Biografia do Autor

Josiane Ladelfo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) – Câmpus Porto Alegre

Atualmente é graduanda no 8º semestre no curso de Licenciatura em Ciências da Natureza (habilitação em Biologia e Química) no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Câmpus Porto Alegre e graduanda do 7º semestre no curso de Licenciatura em Ciências Biológicas no Centro Universitário do Vale do Itajaí. 

Andréia Modrzejewski Zucolotto, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) – Câmpus Porto Alegre

É professora do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) - Campus Porto Alegre, sob regime de dedicação exclusiva. Pesquisadora na área de Educação em Química, atuando na formação de professores. Doutora em Educação (PUCRS - 2010), Mestre em Educação (PUCRS - 2004), Licenciada em Química (UFRGS - 2000), possui curso profissionalizante Técnico em Química (1991). Atuou nas redes pública e privada de ensino na Educação Básica como professora de Química e Ciências. 

Cassiano Pamplona Lisboa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) – Câmpus Porto Alegre

Licenciado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2003), Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2007) e Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2013). Atualmente é Professor EBTT do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Campus Porto Alegre. Tem experiência na área de Educação e Pesquisa em Educação, com ênfase nos processos de Ambientalização. Atua principalmente nos seguintes temas: Pesquisa em Educação, Formação de Professores (ensino de Ciências e Biologia), Ambientalização junto a coletivos de catadores e Educação Ambiental.

Downloads

Publicado

2015-06-17

Edição

Seção

Escola de Verão em Educação Química e Seminário Integrador do PIBID/Química