Detecção de resíduo de antibiótico em leite in natura em laticínio sob inspeção federal

Autores

  • Grazielle Barreto Araujo
  • Hilderley de Almeida Santos
  • Cícero Estrella Farias
  • Daniela de Andrade Fraga Viana
  • Erika Souza Vieira
  • Antônio Matos Fraga Júnior

Palavras-chave:

contaminação, infecção e microbiológicos.

Resumo

A principal fonte de resíduos de antibióticos em leite é originada do manejo inadequado de drogas no controle das mastites, metrite ou outra doença infecciosa, bem como, resultado do tratamento no início do período seco para controlar a mastite. O uso difundido de antibióticos pelos produtores, de maneira indiscriminada, tem contribuído para presença desses resíduos. Foi objetivo deste trabalho avaliar a ocorrência de resíduos de antibióticos em leite in natura em plataforma de recepção de estabelecimento com Serviço de Inspeção Federal. As análises foram realizadas no período de março de 2013 á fevereiro de 2014, na plataforma de recepção de laticínio sob Inspeção Federal. Foram analisados 235.393 Litros de leite, utilizando kits de detecção de resíduos Eclipse 50 e BetaStar Combo. Observou-se que a ocorrência de resíduos de antibióticos oscilou com um decorrente aumento, com uma média de aproximadamente 20 mil litros/mês, no período analisado. A ocorrência encontrada é provavelmente à antibioticoterapia amplamente utilizada, principalmente no tratamento das mastites. O uso indiscriminado de drogas veterinárias e sem respeitar o período de carência. Os resultados obtidos neste estudo indicam a necessidade de monitoração. Para garantir padrões de qualidade e inocuidade do leite, é preciso uma integração entre produtores, as indústrias beneficiadoras e as autoridades sanitárias.

Downloads

Publicado

2015-04-01

Edição

Seção

III Simpósio Sergipano de Buiatria