Avaliação da bioestimulação como ferramenta adicional a tratamento hormonal de sincronização de cio em vacas Nelore

Autores

  • Matheus Cavalcanti de Farias
  • Manoel Lopes da Silva Filho
  • Claudio Coutinho Bartolomeu
  • Ewerton Borges de Lima
  • José Carlos Ferreira da Silva
  • Adelaide Caroline Primo da Silva
  • Raffaela Maria Dias Rodrigues Amorim
  • Marcos Antonio Lemos de Oliveira
  • Paulo Fernandes de Lima

Palavras-chave:

Efeito touro, Fertilidade, Bovinos de corte.

Resumo

Este estudo teve como objetivo avaliar a influência da bioestimulação na dinâmica das estruturas ovarianas de vacas da raça Nelore, multíparas submetidas a tratamento hormonal para inseminação artificial em tempo fixo (IATF). Foram utilizadas como modelo experimental cinquenta vacas multíparas, e, distribuídas em dois grupos G1 e G2 (Grupo 1 = 25 fêmeas e Grupo 2 = 25 fêmeas e um macho). No G1, grupo controle, as vacas não foram submetidas à bioestimulação (NB), e no G2 foram submetidas à bioestimulação (BE) pela presença de um touro vasectomizado. Como variáveis experimentais avaliaram-se, as taxas de concepção e prenhez, e o número de serviços por concepção. Houve significância estatística para os dados estudados entre os grupos (p<0,05). A bioestimulação influenciou positivamente a taxa de prenhez e concepção.

Downloads

Publicado

2015-04-01

Edição

Seção

III Simpósio Sergipano de Buiatria