Plantas do Cerrado: Comercialização, Uso e Indicação Terapêutica Fornecida pelos Raizeiros e Vendedores, Teresina, Piauí

Gonçalo Mendes da Conceição, Ana Claudia Ruggieri, Maria de Fátima Veras Araújo, Tayla Taina Melo Mendes da Conceição, Morganna Atayla Melo Mendes da Conceição

Resumo


O objetivo da pesquisa foi conhecer as espécies de plantas medicinais do Cerrado que são
comercializadas pelos raizeiros e vendedores no município de Teresina (PI). Para realização da mesma, foram aplicados questionários a raizeiros que comercializam plantas medicinais no Mercado Central da capital. O estudo registrou 50 espécies, distribuídas em 49 gêneros. 89,2% das plantas comercializadas têm sua origem nos cerrados piauienses, enquanto que 10,8% delas são pertencentes aos estados do Maranhão, do Ceará e da Bahia. As espécies medicinais de cerrados mais vendidas e usadas em Teresina são Hancornia speciosa, Eugenia dysenterica, Bowdichia virgilioides, Myracrodruon urundeuva, Amburana cearensis, Caryocar coriaceum, Vernonia ferruginea, Mauritia flexuosa e Ximenia americana, dentre outras.


Palavras-chave


Etnobotânica; Plantas Medicinais; Cerrado

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.