Inventário da malacofauna límnica de três grandes reservatórios do sertão de Pernambuco, Brasil

Silvano Lima do Nascimento Filho, Girlene Fábia Segundo Viana, Ricácio Luna Marques Gomes

Resumo


A construção de reservatórios para suprir as necessidades da população humana acarreta sérios danos aos ambientes aquáticos, tais como: perda diversidade, dominância de espécies invasoras e introdução de espécies exóticas. Nesses ambientes, a diversidade da malacofauna destaca-se por apresentar elevada riqueza, abundância e biomassa. O objetivo do trabalho foi inventariar as espécies de moluscos em três reservatórios de grande porte do sertão de Pernambuco. As coletas foram realizadas com o auxílio de um puçá com abertura de malha de 2 mm, com tréplicas em seis estações em cada reservatório. O material coletado foi acondicionado em sacos plásticos, etiquetados e conservados em álcool a 70%. Foi analisada a riqueza, densidade, frequência de ocorrência, abundância relativa, diversidade de Shannon-Wiener, equitabilidade e o índice de Berger-Parker. No total, foram registradas seis espécies de moluscos, são elas: Anodontites trapesialis (Lamarck, 1819), Biomphalaria straminea (Dunker, 1848) Pomacea lineata (Spix, 1827), Melanoides tuberculatus (Muller, 1774), Corbicula fluminea (Muller, 1774) e Aylacostoma sp., caracterizando-se por quatro espécies nativas e duas exóticas, totalizando uma abundância total de 19.179 indivíduos para os três reservatórios. Em todos os reservatórios, ficou evidente a dominância da espécie exótica invasora Melanoides tuberculatus que apresentou altos valores de densidade variando de 1673,92 ind./m², 1052,25 ind./m² e 2035,25 ind./m² para os respectivos reservatórios Entremontes, Poço da Cruz e Serrinha. Conclui-se com este estudo, que há semelhança entre os reservatórios quanto às espécies descritas e há dominância da espécie exótica e invasora Melanoides tuberculatus, sendo a responsável pelos baixos valores dos índices de diversidade e equitabilidade.


Palavras-chave


moluscos, reservatórios, inventário.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena
Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.