A abordagem histórica e filosófica da Ciência no curso de Ciências Biológicas da UFS: análise do projeto pedagógico

Autores

  • Leonardo Ferreira de Almeida Ministério da Saúde
  • Carmen Regina Parisotto Guimarães Núcleo de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática//Núcleo de Ecossistemas Costeiros/Departamento de Biologia do CCBS, Universidade Federal de Sergipe, 49.100-00, São Cristóvão-SE, Brasil.
  • Mônica de Araújo Santos Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade de Brasília, CEP 70910-900, Brasília – DF, Brasil.

Palavras-chave:

História e Filosofia da Ciência, Formação Docente, Sergipe.

Resumo

Sustentando-se em análise documental, o presente artigo objetiva conhecer como a abordagem histórica e filosófica da ciência é destacada e contemplada pelas propostas e orientações preconizadas pela Resolução nº188/2009 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Federal de Sergipe (UFS), a qual regulamenta alterações no Projeto Pedagógico dos cursos de graduação em Ciências Biológicas Licenciatura da UFS – campus São Cristóvão. O Projeto Pedagógico adota alguns perfis dos formandos e competências e habilidades a serem desenvolvidas pelos graduandos pautados na contextualização histórico-cultural, humanista e pluralista do conhecimento biológico. Logo, tal documento oficial, conforme suas prescrições normativas, oferece subsídios para que a história e a filosofia da ciência se tornem formalmente presentes na formação docente.

Biografia do Autor

Leonardo Ferreira de Almeida, Ministério da Saúde

Mestre em Ensino de Ciências Naturais e Matemática, pela Universidade Federal de Sergipe, realizando estudos sobre a abordagem histórico-filosófica das Ciências Biológicas, dando ênfase à análise de currículo e à formação docente. Graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Sergipe. Atuou como bolsista do CNPQ na área de Paleontologia há três anos, com ênfase em Educação Patrimonial e Ensino de Paleontologia.  Atuou, concomitantemente, no Projeto Arte com Ciência, concebendo e executando projetos que envolvam áreas interdisciplinares como saúde, ambiente, cultura e tecnologia, juntamente com alunos de escolas públicas. Exerceu também o cargo de Educador Social, pela Secretaria de Assistência Social e Cidadania - Prefeitura de Aracaju,concebendo e e desenvolvendo atividades sócio-educativas com crianças e adolescentes carentes e vulneráveis. Atualmente, é servidor efetivo no cargo de Analista Técnico de Políticas Sociias, estando em exercício no Ministério da Saúde - Secretaria de Vigilância em Saúde - Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais, atuando nas áreas de Educação Permanente em Saúde, Educação Popular em Saúde e Saúde na Escola. http://lattes.cnpq.br/8873869205138789

Carmen Regina Parisotto Guimarães, Núcleo de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática//Núcleo de Ecossistemas Costeiros/Departamento de Biologia do CCBS, Universidade Federal de Sergipe, 49.100-00, São Cristóvão-SE, Brasil.

Possui graduação em Ciências Biológicas (Licenciatura) pela Universidade Federal de Sergipe (1985), mestrado em Educação, na área de Metodologia de Ensino, pela Universidade Federal de São Carlos (1992) e doutorado em Geologia, na área de Geologia Marinha, Costeira e Sedimentar, pela Universidade Federal da Bahia. É professora da Universidade Federal de Sergipe. Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em sedimentos superficiais e comunidades bentônicas, atuando também em ensino de ciências e educação ambiental em ambientes costeiros.

http://lattes.cnpq.br/6145533617209046

Mônica de Araújo Santos, Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade de Brasília, CEP 70910-900, Brasília – DF, Brasil.

Graduanda em Gestão em Saúde Coletiva pela Universidade de Brasília (UnB). Formada em Técnica em Qúimica de Alimentos e Química e Análise de Processos, pelo Institito Federal de Sergipe (IFS).

Downloads

Publicado

2015-03-10