Avaliação das potencialidades e características físico-químicas do óleo de Girassol (Helianthus annuus L.) e Coco (Cocos nucifera L.) produzidos no Nordeste brasileiro

Iara Michelle Silva Correia, Giselle Araújo, João Bosco Araújo Paulo, Elisa Maria Bittencourt Dutra Sousa

Resumo


O Nordeste brasileiro apresenta uma extensa área propícia ao cultivo de oleaginosas para a produção de óleos vegetais. Os óleos vegetais apresentam diversas aplicações em processos industriais e devido a essas potencialidades, tem aumentado constantemente sua demanda de produção. Este trabalho tem por objetivo avaliar as potencialidades e características do óleo do Girassol e do Coco produzidos no Estado do Rio Grande do Norte. O óleo de girassol e coco foram obtidos por extração mecânica e caracterizados quanto as suas propriedades físico-químicas e composição em ácidos graxos (utilizando a cromatografia gasosa). Os resultados obtidos demonstraram as boas características físico-químicas dos produtos avaliados frente às suas diversas aplicações industriais. As análises cromatográficas demonstraram que o óleo de girassol apresenta como ácidos graxos majoritários o ácido oléico (49,02%) e o ácido linoléico (45,35%), enquanto que o óleo de coco apresentou o ácido láurico (40,8%) como principal ácido graxo.  

Palavras-chave


caracterização físico-química, óleo vegetal, Helianthus annuus L., Cocos nucifera L

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena
Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.