Utilização de fototransistor SMT na medida de alguns parâmetros dosimétricos em radioterapia convencional

J. O. da Silva, C. M. S. de Magalhães, J. A. Filho, L. A. P. dos Santos, W. M. Santos

Resumo


Para monitoramento da dose depositada no paciente submetido a tratamento de câncer com feixes de radiação ionizante de alta energia é necessário o uso de dosímetros que apresentem características básicas para o controle de qualidade desses feixes e, se possível, obter a informação da dose durante o tratamento. Para isso, dispositivos baseados em semicondutores são usados por apresentarem alta resolução espacial e serem de fácil manuseio quando comparados com as câmaras de ionização. Recentemente os fototransistores bipolares têm sido propostos como detectores de radiação ionizante por apresentarem, além dessas características, o fator de amplificação (ganho) do sinal. Assim, o objetivo deste trabalho é apresentar o uso de um sistema dosimétrico usando um fototransistor SMT na medida de alguns parâmetros dosimétricos em radioterapia convencional: O fator campo e a razão  off-axis. As medidas realizadas com o fototransistor foram comparadas com as leituras obtidas com uma câmara Markus 23343 da PTW, sob mesmas condições. 

Palavras-chave


dosimetria, fototransistor bipolar, radioterapia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.