Discussão do Óxido de Níquel em Aproximações L(S)DA e GGA

S. A. de S. Farias, M. Lalic

Resumo


Métodos baseados na Teoria do Funcional da Densidade (DFT) têm como objetivo investigar várias propriedades microscópicas dos sólidos. Hoje, eles são capazes de tratar cristais com defeitos, superfícies, interfaces, moléculas biológicas, além do que, investigar fenômenos como semicondutividade, magnetismo, supercondutividade, interações hiperfinas, transições ópticas, correlações eletrônicas entre outras. Esses métodos necessitam de algumas aproximações para serem utilizados em cálculos práticos, a mais simples destas é a aproximação da densidade local de spin (LSDA) que é baseada na suposição de que sistemas eletrônicos podem ser localmente representados por um gás de elétrons uniforme. Uma extensão da densidade local é a aproximação do gradiente generalizado (GGA) que, em modelagem de interações eletrônicas efetivas, leva em conta sistemas não homogêneos. O presente trabalho discutirá a aplicação das aproximações L(S)DA e GGA em sistemas com fortes correlações coulombianas, mais especificamente o óxido de níquel (NiO), sendo realizado pela análise da densidade de estado eletrônico em ambas as aproximações.

Palavras-chave


Teoria do Funcional da Densidade, óxido de níquel, GGA, LSDA.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.