Composição florística e diagnose ambiental de um fragmento florestal de Cerrado na bacia hidrográfica do Rio Uberaba

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2022.102401

Palavras-chave:

Fitofisionomia, inventário florístico, Fabaceae

Resumo

A fragmentação promove a redução do hábitat original, o aumento do número das manchas de vegetação e o distanciamento entre elas, assim compromete as funções ecossistêmicas. O presente estudo caracterizou um fragmento florestal de Cerrado, situado na bacia hidrográfica do Rio Uberaba,     Uberaba-MG, quanto às áreas de restrição ambiental, aos impactos ambientais negativos e à flora arbustiva e arbórea. Coletas de exemplares botânicos férteis foram realizadas quinzenalmente por 12 meses em 5 transectos aleatórios. Amostras de ramos com flores e/ou frutos coletadas foram prensadas e secas em estufa para armazenamento na coleção botânica do Herbário de Uberaba (URA). A identificação dos táxons foi feita por meio de chaves de identificação, revisões taxonômicas e consulta a especialistas. Para calcular a similaridade florística com outras áreas na região, foi utilizado o índice de Sörensen. Pelo mapeamento da cobertura e uso alternativo do solo verificou-se a predominância de mata seca (40,39%), cerradão (37,64%) e a presença de paisagens relacionadas às atividades antrópicas, como pastagem com reflorestamento (6,34%) e plantação de eucaliptos (2,04%). Quanto aos impactos ambientais negativos, destacou-se as atividades de motocross que tem compactado o solo e acelerado os processos erosivos. Foram amostradas 82 espécies, distribuídas em 36 famílias, com destaque para Fabaceae (52,7% da diversidade). O fragmento florestal estudado apresentou 14% e 37% de similaridade com outras duas áreas, destacando espécies em comum protegidas por lei como Caryocar brasiliense e Handroanthus chrysotrichus. Os resultados são de grande importância para subsidiar práticas sustentáveis e a tomada de decisões por gestores ambientais locais.

Biografia do Autor

Juarez Antônio Gomes Júnior, IFTM

Possui graduação em Ciências Biológicas pelo Centro Universitário do Planalto de Araxá (2006), especialização em Avaliação de Flora e Fauna em Estudos Ambientais pela Universidade Federal de Lavras (2010) e mestrado em Ciência e Tecnologia Ambiental pela Universidade Federal  do Triângulo Mineiro.  Atualmente trabalha como Consultor, Assessor e Perito Ambiental. 

Aguinaldo José Braga Júnior, UFTM

Graduando em Engenharia Ambiental pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro.

Ana Paula Milla dos Santos Senhuk, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Possui graduação (Licenciatura e Bacharelado) em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Uberlândia (2005), mestrado em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais pela Universidade Federal de Uberlândia (2008) e doutorado em Ciências pela Universidade de São Paulo - USP (2012). Atualmente é docente do Departamento de Engenharia Ambiental do Instituto de Ciências Tecnológicas e Exatas/UFTM e do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental/UFTM (coordenadora).

Downloads

Publicado

2022-11-11

Como Citar

Gomes Júnior, J. A., Braga Júnior, A. J. ., & Milla dos Santos Senhuk, A. P. (2022). Composição florística e diagnose ambiental de um fragmento florestal de Cerrado na bacia hidrográfica do Rio Uberaba. Scientia Plena, 18(10). https://doi.org/10.14808/sci.plena.2022.102401

Edição

Seção

Artigos