Radioterapia de Neuroblastoma com Feixe de Elétrons

E. M. Simão, V. S. Guimarães, L. E. A. Macedo, D. N. Souza, F. G. M. Freire

Resumo


Com o propósito de implementar o uso de filmes oncológicos no tratamento de neuroblastoma foi realizado um estudo da metodologia do uso de feixe de elétrons de 14 MeV. Como abordado pelo ICRU REPORT n° 71, as variações de dose relativa em profundidade foram testadas em um simulador de água e em um simulador de parafina. O simulador de parafina foi construído com dimensões semelhantes a de uma criança de 5 anos. Os procedimentos dosimétricos foram empregados com o objetivo de avaliar a eficiência do emprego de feixes de elétrons nesta terapia. Foi observado que na irradiação com feixes de elétrons o percentual de dose relativa nos órgãos posteriores ao tumor é inferior aos observados em irradiações com feixes de fótons. As medidas com filmes oncológicos são um método viável para aferição de doses em profundidade e o emprego dos feixes de elétrons de 14 MeV não é um método seguro para tratamento de neuroblastoma. Recomenda-se usar o ICRU REPORT n° 71 para o tratamento de neuroblastoma em profundidades superiores a 50 mm. 

Palavras-chave


radioterapia; neuroblastoma.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.