Mestrados profissionalizantes em ensino de ciências: algumas considerações sobre o processo seletivo

M. L. F. Freire, M. G. Germano

Resumo


O Ensino de Ciências e Matemática que se observa na realidade de nossas escolas de ensino médio e fundamental ainda está longe daquilo que os estudiosos em educação idealizaram. Diversas são as pesquisas que, fundamentadas nas vertentes de formação inicial e continuada dos professores, visam uma melhoria na qualidade do ensino de ciências no Brasil. No entanto, consideradas as demandas atuais, achamos que o quadro mais grave não se encontra na formação inicial, e sim, na formação continuada, sobretudo porque é a etapa em que se vislumbra uma renovação permanente do ensino de ciências. Situado nesse contexto, entendemos o Mestrado Profissional como um importante meio de levar a pesquisa em ensino de ciências para a sala de aula, que, como se sabe, é a meta na grande área de ensino de ciências. Com este trabalho objetivamos fazer uma reflexão em torno dos processos seletivos desses mestrados. De que maneira os programas de Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática estariam selecionando os seus postulantes? Quais os critérios considerados relevantes? Esses critérios são realmente democráticos? Na busca pelas repostas, utilizamos como meio de coleta de dados as informações que os referidos cursos disponibilizaram na rede mundial de computadores, a Internet. A partir dessas informações verificamos que a maioria dos mestrados profissionalizantes em ensino de ciências estabelece como critérios de seleção: (1) Documentos que comprovem a docência na Educação Básica ou nas licenciaturas ou em áreas afins; (2) Currículo; (3) Prova Escrita; (4) Projeto ou intenção de Pesquisa; (5) Entrevista; (6) Proficiência e (7) Memorial. Além de questionar algumas dessas etapas, apresentamos uma sugestão para seleção de um Mestrado Profissionalizante em ensino de ciências que seja menos excludente e mais próxima de uma seleção mérito-democrática.

Palavras-chave


Mestrado Profissional, ensino de ciências, processo de seleção

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.