Efeito da intensidade de luz no desenvolvimento vascular e na qualidade de mudas de Paricá

Autores

  • Monyck Jeane dos Santos Lopes Museu Paraense Emílio Goeldi https://orcid.org/0000-0003-3092-6683
  • Moacyr Bernardino Dias-Filho Embrapa Amazônia Oriental
  • Eniel David Cruz Embrapa Amazônia Oriental
  • Ely Simone Cajueiro Gurgel Museu Paraense Emílio Goeldi

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2021.121202

Palavras-chave:

Schizolobium parahyba, xilema, sombra

Resumo

A luz é um fator ambiental essencial no crescimento de plantas. Por isso, este estudo objetiva analisar a influência da intensidade luminosa no desenvolvimento vascular e na qualidade de mudas de paricá (Schizolobium parahyba var. amazonicum Huber ex Ducke). As mudas foram alocadas sob pleno sol, baixa, média e alta intensidade de sombreamento (0%, 25%, 50% e 75% de sombreamento, respectivamente). Foram medidos o diâmetro, a altura, o índice SPAD, a produção de biomassa e o desenvolvimento vascular do caule (xilema, câmbio e floema). Calculou-se ainda o índice de qualidade de Dickson (IQD). Os maiores valores de produção de biomassa, desenvolvimento vascular e IQD foram encontrados nas mudas cultivadas sob baixa intensidade de sombreamento. Concluiu-se que a intensidade de luz influencia os parâmetros de crescimento em paricá, e que o desenvolvimento vascular do caule e os atributos morfológicos apresentam correlação direta, explicando o crescimento radial e o aumento da qualidade das mudas, que foi otimizado nas mudas cultivadas sob baixa intensidade de sombra. Portanto, a melhor qualidade de mudas e produção xilemática pode ser alcançada por mudas de paricá quando cultivadas sob baixa intensidade de sombreamento.

Downloads

Publicado

2022-01-14