Fósseis da macroflora do Crato, Bacia do Araripe (Eocretáceo) depositados na coleção científica do Laboratório de Ecologia e Geociências (UFBA), em Vitória da Conquista (BA)

Autores

  • Nilma Silva Universidade Federal da Bahia (IMS/CAT)
  • Mário André Trindade Dantas Universidade Federal da Bahia (IMS/CAT)
  • Ana Carolina Rodrigues Universidade Federal da Bahia (IMS/CAT)

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2021.035301

Palavras-chave:

paleoflora eocretácea, Taxonomia, Coleção Depositária UFBA

Resumo

O propósito deste trabalho foi o reconhecimento taxonômico dos fitofósseis oriundos do Membro Crato, Formação Santana da Bacia do Araripe armazenados no Laboratório de Ecologia e Geociências da UFBA, no Campus Anísio Teixeira. Os espécimes estudados totalizaram cinquenta e dois. A princípio foi feito um levantamento dos táxons de plantas fossilizadas já descritos para o Membro citado. Na sequência, o material foi fotografado e deu-se início a identificação, intentando alcançar o táxon de menor nível da classificação possível. Nesta etapa foram analisadas as morfologias dos órgãos preservados e comparadas àquelas das espécies paleobotânicas descritas em trabalhos prévios. Realizada a identificação dos espécimes estudados com suas respectivas espécies, foi feita uma descrição minuciosa de cada espécime. Apenas gimnospermas e angiospermas foram identificadas, sendo o primeiro grupo o mais representativo, especialmente pelas coníferas. 

Downloads

Publicado

2021-04-16