Sexo e Sexualidade: O que adolescentes do Ensino Fundamental têm a dizer?

Juliano Silva Lima, Myrna Friederichs Landim

Resumo


A sexualidade na adolescência foi abordada durante muito tempo apenas sob o aspecto biológico e reprodutivo. Na atualidade, porém, não podemos ignorar a expressão dos diferentes gêneros na formação da identidade e no comportamento individual. O objetivo desse estudo é identificar ideias e valores, explícitos e implícitos, de estudantes adolescentes sobre identidade e iniciação sexual a partir do uso do gênero binário como categoria analítica. Os dados foram obtidos a partir de um questionário semiestruturado aplicado a 110 estudantes do Ensino Fundamental II de escolas públicas da cidade de Itabaiana, SE. O questionário contém tópicos relativos à sociodemografia e utiliza a técnica de associação livre de palavras. As representações sociais dos participantes enfatizaram um perfil diferenciado entre meninos e meninas, sendo sexo, virgindade, masturbação e gravidez os temas que apresentam diferença significativa entre gêneros (p < 0,01). A análise de correspondência revelou diferentes padrões de associação sobre os temas relativos à sexualidade e corroboram a ideia que as desigualdades dos discursos entre gêneros são decorrentes de identidade e comportamento sexuais distintos, impostos pela cultura. Nossos dados ainda fornecem informações relevantes sobre sexualidade e gênero em espaços escolares e contribuem como linha de base para o entendimento das representações sociais da sexualidade de adolescentes do Nordeste do Brasil.


Palavras-chave


identidade sexual; representação social; análise de correspondência

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2021.022701

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Juliano Silva Lima, Myrna Friederichs Landim

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.