Bioatividade do óleo essencial de Eugenia caryophyllus sobre Cladosporium herbarum, agente etiológico da verrugose em maracujá

Ana Rosa de Figueiredo, Leirson Rodrigues da Silva, Lilia Aparecida Salgado de Morais

Resumo


Os óleos essenciais extraídos de plantas exibem funções ecológicas importantes demonstradas através de diversos estudos, com potencial para serem utilizados como agentes antimicrobianos naturais em substituição aos pesticidas convencionais. O objetivo deste estudo foi avaliar in vitro a fungitoxidade do óleo essencial de Eugenia caryophyllus Tumb, em diferentes concentrações, contra o crescimento micelial de Cladosporium herbarum, agente etiológico da doença conhecida como “verrugose” que afeta todos os órgãos aéreos do maracujazeiro, reduzindo seriamente a produtividade, o suprimento, os preços e a qualidade da fruta. A partir de frutos e flores, o fungo foi isolado, recuperado e analisado em batata-dextrose-ágar (BDA) com os tratamentos 12,8; 6,4; 3,2; 1,6; 0,8; 0,4 e 0,2 μL de óleo essencial de E. caryophyllus. O óleo essencial de E. caryophyllus inibiu o crescimento micelial de C. herbarum a partir da concentração de 1,6 μL e apresentou uma inibição micelial total na concentração de 12,8 μL. Assim, o óleo essencial de E. caryophyllus apresentou-se promissor para aplicações futuras como agente biofungicida contra C. herbarum.


Palavras-chave


crescimento micelial; Passiflora edulis; verrugose

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2021.020201

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Ana Rosa de Figueiredo, Leirson Rodrigues da Silva, Lilia Aparecida Salgado de Morais

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.