Resposta germinativa de sementes de cactáceas colunares sob diferentes regimes de temperatura e de potencial hídrico

João Henrique Constantino Sales Silva, Gilvaneide Alves de Azerêdo, Vitor Araujo Targino

Resumo


O mandacaru (Cereus jamacaru DC. subsp. jamacaru) e o facheiro (Pilosocereus pachycladus F.Ritter subsp. pernambucoensis (F.Ritter) Zappi) são duas cactáceas colunares endêmicas do semiárido brasileiro, região caracterizada por apresentar áreas em que ocorre déficit hídrico. Assim sendo, este estudo objetivou avaliar o efeito do estresse hídrico sobre a germinação e o vigor de sementes dessas duas espécies sob diferentes temperaturas e potenciais hídricos. Para simular o estresse hídrico foram utilizadas soluções de polietilenoglicol (PEG 6000) nos seguintes potenciais hídricos: 0,0 (controle); -0,2; -0,4; -0,6 e -0,8 MPa. As sementes foram distribuídas em caixas tipo “gerbox” entre papel “mata borrão”, sob as temperaturas de 25 e 30 °C. A contagem do número de sementes germinadas foi realizada diariamente durante 21 dias após a protrusão radicular. As variáveis analisadas foram: teor de água (%), germinação (%), índice de velocidade de germinação (IVG) e tempo médio de germinação (TMG). O delineamento foi inteiramente casualizado seguindo o esquema fatorial de 2 × 5 (temperatura × potencial hídrico) para cada espécie. Os resultados obtidos neste estudo sugerem que o C. jamacaru subsp. jamacaru e o P. pachycladus subsp. pernambucoensis são capazes de germinar em solos com baixa disponibilidade hídrica e que a redução dos níveis osmóticos das soluções de PEG 6000 no meio germinativo provoca decréscimos na viabilidade e vigor das sementes de mandacaru e facheiro. A 30 °C há menor tolerância das sementes ao estresse hídrico.

Palavras-chave


Cactaceae, estresse hídrico, germinação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2020.123101

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 João Henrique Constantino Sales Silva, Gilvaneide Alves de Azerêdo, Vitor Araujo Targino

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.