Comparação dos Espectros de Emissão Termoluminescente e Emissão Fotoinduzida do Topázio

Samuel César Dantas, Marcos A. Couto dos Santos, Divanizia do N. Souza

Resumo


Trabalhos anteriores mostraram que o topázio apresenta boas características termoluminescentes (TL) e que as análises de amostras de lotes distintos apresentaram curvas de emissão com diferentes números de picos de TL, além disso, os tratamentos térmicos aos quais as amostras foram submetidas produziam modificações nas emissões TL destas amostras. O espectro de emissão TL apresentou-se como uma banda larga com emissão entre 380 e 550 nm, com um dos máximos de intensidade TL em 450 nm em todas as amostras. Neste trabalho, foi estudado o espectro de emissão fotoinduzida do topázio e este foi comparado com a emissão termoluminescente deste mineral. As análises foram feitas utilizando-se amostras de diferentes lotes, tratadas termicamente, com ou sem dose adicional de radiação e amostras naturais (como recebidas), na forma de pó. As medidas dos espectros de emissão fotoinduzida foram realizadas em um espectrofluorímetro no intervalo de 200 a 800 nm, com largura da fenda de excitação de 2 mm e da fenda de emissão de 1 mm. A emissão fotoinduzida do topázio apresentou-se similar a de outros silicatos. Os resultados mostraram que emissão fotoinduzida é semelhante à emissão TL na região UV-visível, com bandas de emissão mais intensas entre 350 e 550 nm. As intensidades das emissões fotoinduzidas de cada amostra mostraram-se diferentes, as do topázio 2 apresentaram maior intensidade, semelhante ao observado na termoluminescência.

Palavras-chave


topázio, emissão termoluminescente, emissão fotoinduzida

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.