Novas Propostas de Síntese para Cerâmicas Nanoestruturadas de Bi4Ge3O12 e Bi12GeO20

Autores

  • Fabiane A. Andrade de Jesus Departamento de Física, Universidade Federal de Sergipe
  • Marcela Costa Alcântara Departamento de Física, Universidade Federal de Sergipe
  • Zélia Soares Macedo Departamento de Física, Universidade Federal de Sergipe

Palavras-chave:

Cintilador, Bi4Ge3O12, Bi12GeO20, SHS, Sol-gel

Resumo

O germanato de bismuto é um material cintilador sensível à raios – X, β e γ, e o interesse em produzir cerâmicas transparentes desse material é devido à possível substituição do monocristal, atualmente usado em detecção de radiação. As vantagens seriam facilidade de produção, baixo custo e versatilidade de formas e tamanhos. Para reduzir a porosidade da cerâmica sinterizada, esse trabalho tem como objetivo produzir pó cerâmico nanoestruturado de germanato de bismuto. As rotas de síntese investigadas foram SHS e sol-gel protéico. Esta última utiliza a água de coco com um precursor de cadeias orgânicas. A estrutura cristalina de todas as amostras foi determinada por difração de raio-X, e o tamanho e a morfologia de partícula das amostras obtidas por SHS foram também estudadas por microscopia eletrônica de varredura. A partir dos resultados pudemos concluir que SHS foi eficiente na produção da fase única da cerâmica nanoestruturada Bi4Ge3O12, enquanto a rota sol-gel protéico resultou em fase majoritária Bi12GeO20. 

Downloads