Bioprospecção das atividades antioxidante, antibacteriana e antibiofilme contra Corynebacterium ulcerans e toxicidade de Stryphnodendron coriaceum Benth

Danyelle Cristina Pereira Santos, Paulo Dyago Borges Gomes, Denes Sousa Leite, Beatriz Gomes Vila Nova, Marcia Barros Alves, Pamela Ruth Santos Viana, Juliana Alves Rodrigues, Ana Luiza de Mattos-Guaraldi, Priscila Soares Sabbadini, Wellyson da Cunha Araújo Firmo

Resumo


Objetivo do estudo foi avaliar as atividades antioxidante, antibacteriana e antibiofilme contra Corynebacterium ulcerans e toxicidade do Extrato Bruto Hidroalcóolico (EBH) de Stryphnodendron coriaceum Benth (barbatimão). As folhas de S. coriaceum foram submetidas a maceração com álcool a 70%. Avaliou-se a atividade antioxidante pelos métodos do 1,1-difenil-2-picrilhidrazil (DPPH) e redução do complexo de fosfomolibdênio. A atividade antibacteriana foi medidia por microdiluição (1:2) para as Concentrações Inibitória Mínima (CIM) e Bactericida Mínima (CBM) e a inibição da formação de biofilme em cinco isolados clínicos e um amostra padrão de C. ulcerans. O estudo da toxicidade foi realizado por testes de hemólise, alelopatia e Tenebrio molitor. O EBH apresentou capacidade antioxidantes, capturando 50,7% do DPPH na concentração de 0,37µg/mL e reduzindo 21,99% do fosfomolibdênio. A CIM observada foi de 500 µg/mL para as amostras, exceto a amostra 809, e o EBH não apresentou aspecto bactericida (CBM). A amostra CDC KC 279 diminuiu a formação do biofilme com interferência do EBH, enquanto, a amostra 2649 sofreu aumento (estatisticamente significativa). A concentração eficiente para hemolisar 50% das hemácias foi de 460,6±0,03881µg/mL. No teste alelopático, as sementes apresentaram baixa germinação e não houve diminuição na velocidade de crescimento das radículas em contato com o EBH. A taxa média de sobrevivência de T. molitor foi 60% no grupo da maior concentração, sem significância estatística (p=0,752) com o controle, essas características sugerem baixa toxicidade. A espécie vegetal em estudo, apresenta propriedades farmacológicas importantes, que pode levar a formulação de produtos terapêuticos, estudos complementares são necessários.


Palavras-chave


corinebactérias, ensaios biológicos, plantas medicinais

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2020.104501

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Danyelle Cristina Pereira Santos, Paulo Dyago Borges Gomes, Denes Sousa Leite, Beatriz Gomes Vila Nova, Marcia Barros Alves, Pamela Ruth Santos Viana, Juliana Alves Rodrigues, Ana Luiza de Mattos-Guaraldi, Priscila Soares Sabbadini, Wellyson da Cunha Araújo Firmo

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.