Potencial invasor de Cryptostegia madagascariensis no semiárido: qual o papel dos fatores abióticos na germinação e crescimento inicial?

Autores

  • Selma Freire de Brito Universidade Estadual do Ceará https://orcid.org/0000-0002-2089-1344
  • Charles Lobo Pinheiro Universidade Federal do Ceará
  • Dalva Maria da Silva Matos Universidade Federal de São Carlos
  • Sebastião Medeiros Filho Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2021.052401

Palavras-chave:

Invasão biológica, germinação de sementes, estabelecimento de plântulas

Resumo

Estudos sobre germinação de sementes e desenvolvimento de plântulas em diferentes condições ambientais ajudam a entender a capacidade de espécies exóticas colonizarem novos ambientes. Cryptostegia madagascariensis é uma espécie exótica invasora no domínio fitogeográfico da Caatinga, região semiárida do Nordeste do Brasil. Neste estudo, foi avaliado como os fatores abióticos interferem na germinação e os impactos do déficit hídrico no crescimento inicial de mudas. Durante a germinação, as sementes foram expostas a diferentes temperaturas (constante e alternada), combinadas com duas condições de luz (luz branca e escura). Na germinação, também foram avaliados os efeitos do estresse hídrico e salino. No crescimento inicial, as mudas foram submetidas a quatro níveis de disponibilidade de água (100%, 70%, 40% e 10% da capacidade de campo). As temperaturas mais amenas (20 a 30°C) e alternadas estudadas proporcionaram maior germinação quatro dias após a semeadura, independente da luz. Altas temperaturas (35 °C) são um fator limitante para a germinação, assim como o estresse hídrico e salino (>2 MPa). O déficit hídrico reduz o crescimento das mudas, porém estas apresentaram adaptações morfológicas aos diferentes tratamentos. No entanto, níveis mais baixos de água reduziram seu potencial invasor. Portanto, fatores como alta temperatura (> 30 ° C), estresse salino e hídrico reduzem seu potencial de germinação e a redução da disponibilidade de água afeta seu crescimento, mas não sua sobrevivência.

Biografia do Autor

Selma Freire de Brito, Universidade Estadual do Ceará

Bióloga, Doutora em Ecologia e Recursos Naturais, Mestra em Agronomia/ Fitotecnia. Profa. Biologia Universidade Estadual do Ceará

Downloads

Publicado

2021-07-01

Edição

Seção

Artigos