Diferentes substratos na formação de mudas de biribazeiro (Rollinia mucosa [Jacq.] Bail) em Humaitá, AM

Alan Ferreira Leite de Lima, Milton Cesar Costa Campos, Elilson Gomes Brito Filho, Emily Lira Simoes, Jose Mauricio Cunha, Douglas Marcelo Pinheiro da Silva, Flavio Pereira de Oliveira, Luis Antonio Coutrim do Santos

Resumo


O trabalho objetivou avaliar os efeitos de diferentes substratos na formação de mudas de biribazeiro. O biribazeiro é uma planta de origem amazônica, pertencente à família das anonáceas, cultivada principalmente em pomares domésticos, devido ao seu sabor adocicado.  O experimento foi conduzido no município de Humaitá - AM, utilizando o delineamento experimental em blocos casualizado, contendo quatro blocos, com sete tratamentos, quanto a diferentes formulações de substratos, utilizando solo, húmus, compostagem e areia. Foram realizadas medições das variáveis: diâmetro do caule; número de folhas; altura; massa seca e fresca da raiz e da parte aérea; e comprimento de raiz, relação entre a altura da parte aérea e o diâmetro do caule e índice de qualidade Dickson. Os melhores resultados foram obtidos com o tratamento 4 utilizando 50% de solo e 50 % de húmus. O tratamento 7 utilizando 25% de solo 50% de compostagem e 25% de areia apresentou deficiência de K, causando clorose e necrose nas plantas, não propiciando crescimento satisfatório. O húmus apresentou maiores teores de macro e micronutrientes em relação a compostagem.


Palavras-chave


crescimento de mudas, composto orgânico, nutrientes

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2020.070202

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Milton Cesar Costa Campos, Alan Ferreira Leite de Lima, Elilson Gomes Brito Filho, Emily Lira Simoes, Jose Mauricio Cunha, DOUGLAS MARCELO PINHEIRO Silva, Flavio Pereira Oiliveira, Luis Antonio Coutrim dos Santos

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.