Análise tarifária em instalações elevatórias de água – cenários para mitigação do impacto econômico das faturas de energia elétrica

Daniel Rocha Steffens, Eglon Silveira Silva, Luiz Alberto de Oliveira Rocha, Paulo Roberto Wander

Resumo


Este artigo tem por objetivo avaliar a situação econômico-operacional de uma estação elevatória de água bruta, que atende a dois grandes municípios do sul do Brasil, frente ao estabelecido na resolução normativa n° 414, de 09 de setembro de 2010, da ANEEL. A instalação é composta de cinco conjuntos motobombas que são acionados de acordo com as sazonalidades do consumo de água tratada no sistema de abastecimento. Na configuração de projeto, dois conjuntos motobombas eram reservas operacionais e, portanto, até três equipamentos eram acionados de maneira paralela. A partir de janeiro de 2016, por uma necessidade operacional de maior vazão disponibilizada ao sistema de abastecimento, um dos equipamentos reservas foi colocado em operação. Com esse aumento do volume captado de água bruta e frente aos valores elevados das faturas de energia elétrica, o presente estudo se concentrou na análise de dados anuais operacionais, propondo, com o uso do software EPANET 2.0, o estabelecimento de possíveis cenários que possam resultar em diminuição dos valores pagos à companhia de energia elétrica. Objetivo esse que pode ser atingido através de duas alternativas: contratação de nova modalidade tarifária e/ou diminuição do número de conjuntos motobombas acionados durante o horário de ponta (com ou sem alterações da demanda contratada). As simulações demonstraram que é viável a diminuição do número de conjuntos motobombas acionados, bem como a diminuição do valor da demanda contratada para o mesmo período. Valores próximos aos 21.136,00 R$ mês-1 ou 253.632,00 R$ ano-1 podem ser alcançados com aplicação de simples medidas operacionais/contratuais.

Palavras-chave


sistemas de abastecimento de água, estações elevatórias de água, modalidades tarifárias

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14808/sci.plena.2019.049915

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Daniel Rocha Steffens, Eglon Silveira Silva, Luiz Alberto de Oliveira Rocha, Paulo Roberto Wander
Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.