Aulas de campo interdisciplinares como estratégias formativas para docentes de Ciências e Biologia

Aparecida Barbosa de Paiva, Fabrício Bonfím Sudério

Resumo


A formação de professores deve ser realizada de forma contextual, levando em consideração a necessidade de formar professores que unem teoria e prática, de modo a valorizar a diversidade de espaços formativos. Nesse contexto, as aulas de campo representam uma das alternativas didáticas que podem permitir a melhoria da aprendizagem por serem realizadas em ambientes naturais. Este trabalho objetivou avaliar a percepção de licenciandos em Ciências Biológicas quanto à contribuição formativa de aulas de campo interdisciplinares realizadas no Parque Nacional de Ubajara-CE e em uma fazenda de produção orgânica em São Benedito-CE. Esta pesquisa foi baseada no processo investigativo, sendo utilizada análise qualitativa, com uso de questionários semiestruturados aplicados após a realização das aulas de campo. Os relatos dos graduandos expressos nos questionários sinalizam que as aulas de campo e as ações planejadas e adotadas pelos professores foram eficientes quanto ao processo de ensino e aprendizagem, ao mesmo tempo em que os estudantes revelaram a intenção de realizarem aulas de campo em suas futuras atuações como docentes. Essa pesquisa revelou que aulas de campo no ensino superior representam uma alternativa eficiente para a formação de professores reflexivos no que diz respeito às suas práticas docentes.


Palavras-chave


interdisciplinaridade, aulas de campo, ensino superior.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2019.082701

Apontamentos



Direitos autorais 2019 Aparecida Barbosa de Paiva, Fabrício Bonfím Sudério

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.