Determinação da concentração de elementos traço em catarata de cães portadores do diabete melito pela técnica de Fluorescência de Raios X em Energia Dispersiva

Andrea Antunes

Resumo


Os elementos traço são requeridos em pequenas concentrações, mas imprescindíveis nos processos bioquímicos, imunológicos e fisiológicos. Contudo, pode haver associação entre os níveis de elementos traço e a presença de diversas doenças. O metabolismo celular do paciente diabético é suscetível ao aumento do estresse oxidativo, em razão da cronicidade e instabilidade dos níveis glicêmicos. Particularmente, a hiperglicemia crônica pode promover a formação da catarata nestes pacientes. Desta forma, a avaliação da concentração dos elementos traço é importante na investigação dos processos patológicos, visando mecanismos de prevenção. Neste trabalho, foram determinadas as concentrações dos elementos traço ferro, cobre e zinco em cataratas de cães diabéticos pela técnica de fluorescência de raios x por dispersão em energia (EDXRF).

Palavras-chave


catarata diabética, elementos traço, fluorescência de raios X

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.