Determinação das propriedades mecânicas das rochas a partir da perfilagem de poços em reservatórios tight sands

Autores

  • Felipe Abreu de Jesus Universidade Federal de Sergipe
  • José Valdo Silva
  • Ageu Ícaro da Silva
  • Larissa Renata Santos Andrade
  • Murilo de Jesus Oliveira
  • Cláudio Borba

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2019.015301

Palavras-chave:

mecânica de rochas, perfilagem geofísica, reservatório.

Resumo

O conhecimento das propriedades mecânicas das rochas é indispensável no planejamento e execução dos projetos de exploração e produção de petróleo; sendo essas especificações que irão determinar a viabilidade da execução do mesmo. As amostras de testemunhos para obtenção das propriedades mecânicas em testes laboratoriais muitas vezes não são disponíveis. Com o objetivo de resolver este problema, uma série de equações empíricas foi utilizada para estimar essas propriedades, a partir de dados de perfis geofísicos do poço, correlacionando às várias propriedades utilizando diferentes equações. Foi realizado um estudo de caso, utilizando dados de perfilagem fornecidos em arquivo asci, de um poço que atravessou reservatórios do tipo tigth sands gas (reservatórios areníticos de baixa permeabilidade e porosidade). Em seguida foi realizada uma análise quantitativa e qualitativa dos perfis geofísicos, disponíveis (raios gama, densidade sônico), necessários para obtenção da resistência à compressão uniaxial-UCS, ângulo de atrito e coesão, de modo avaliar a resistência da formação. Após todos os dados obtidos, foi utilizado o critério de ruptura de Mohr-Coulomb, observando o comportamento das tensões no reservatório, justificando os valores estimados sobre UCS, coesão e ângulo de atrito, indicando que o reservatório estudado trata-se de uma rocha coesa, dura, compactada, de baixa porosidade, resultando em um poço de baixo risco de produção de areia, e passível de estimulação por faturamento hidráulico.

 

Downloads

Publicado

2019-02-27