Avaliação da qualidade de cápsulas de losartana potássica manipuladas no município de Lagarto-SE

Carla Maria Lima Silva, Bruno Santos Lima, Erica dos Santos Cruz, Isabella Gonçalves Matos, Valléria Matos Andrade, Yasmim Maria Barbosa Gomes de Carvalho, Claudio Moreira Lima, Mairim Russo Serafini

Resumo


A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é uma condição clínica multifatorial caracterizada por níveis elevados e sustentados da pressão arterial. Um dos mecanismos para controle da HAS é por meio do bloqueio dos receptores de angiotensina II (AII). A losartana potássica (LP), exemplo clássico de antagonistas dos receptores do subtipo AT1, é um dos fármacos mais utilizados para o tratamento da HAS. As formulações obtidas em farmácias magistrais devem apresentar qualidade suficiente para garantir a eficácia do tratamento e segurança do paciente. Diante do exposto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade de cápsulas de LP manipuladas em três diferentes farmácias de Lagarto – SE. As cápsulas de LP (50 mg) foram obtidas em três diferentes farmácias (A, B e C) e os ensaios realizados foram: determinação de peso médio, desintegração e dissolução. Todas as cápsulas manipuladas foram aprovadas nos ensaios realizados, com exceção das cápsulas da farmácia B que foram reprovadas no teste de peso médio. Dessa forma, os resultados garantem uma boa credibilidade as farmácias magistrais, uma vez que, a maioria das amostras foram aprovadas de acordo com os critérios determinados pela farmacopeia brasileira ou pela referência adotada em determinada análise.


Palavras-chave


Losartana potássica; Controle de qualidade; Farmácia magistral

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2018.074501

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Carla Maria Lima Silva, Bruno Santos Lima, Erica dos Santos Cruz, Isabella Gonçalves Matos, Valléria Matos Andrade, Yasmim Maria Barbosa Gomes de Carvalho, Claudio Moreira Lima, Adriano Antunes Souza Araujo, Mairim Russo Serafini

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.