Utilização do resíduo da casca de laranja para produção de biossurfactantes por Bacillus subtilis

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2018.044201

Palavras-chave:

Biossurfactante, produção de biossurfactantes, Bacillus subtilis.

Resumo

Os biossurfactantes são produzidos naturalmente por microrganismos e podem ser sintetizados a partir de substratos renováveis. Possuem alta biodegradabilidade e baixa toxidade, porém a produção de biossurfactante tem sido limitada devido aos altos custos de produção e purificação. O presente trabalho teve como objetivo a produção de biossurfactante por Bacillus subtilis em meio de fermentação a base de resíduos do processamento da casca da laranja nas diluições de 60 % e 40 %, a 37°C durante 24 horas. Foram realizados testes de tensão superficial e índice de emulsão para comprovação da ação tensoativa do biossurfactante produzido. A partir do método do peso da gota, a fermentação realizada com substrato diluído em 40%, obteve uma redução da tensão superficial de 25 %, após 24 horas de fermentação e foi observado o maior índice de emulsificação após 7 horas de fermentação, chegando a 29 % quando utilizado o querosene e 11% com o óleo de soja. Portanto, os resultados mostraram que os resíduos do processamento da casca da laranja é um potencial substrato na produção de biossurfactantes utilizando o Bacillus subtilis.

Biografia do Autor

Fernanda Rovina, Universidade Estadual de Campinas

http://lattes.cnpq.br/8609985309321135

Daniela Diniz Ehrhardt, Universidade Estadual de Campinas

http://lattes.cnpq.br/1023905079271697

Elias Basile Tambourgi, Universidade Estadual de Campinas

http://lattes.cnpq.br/1649425369822917


 

Downloads

Publicado

2018-05-18

Edição

Seção

Artigos