Compostagem como proposta didática para falar sobre solos no ensino fundamental

Maria Aparecida Felix Soares Lustosa, Larissa Araújo Santos, Amanda de Lira Freitas, Adriana de Fátima Meira Vital

Resumo


A vida moderna propicia uma crescente demanda de resíduos, chamados popularmente de lixo, cuja disposição inadequada constitui um dos principais problemas ambientais, sendo urgentes medidas que estimulem nas escolas a prática da reciclagem dos resíduos orgânicos. O trabalho foi realizado na Escola Municipal Ensino Fundamental Manuel Nunes Trindade, município de Mãe D´Água, Paraíba, com alunos de faixa etária entre 10 (dez) e 17 (dezessete) anos. O objetivo dessa pesquisa foi apresentar a prática da compostagem em turmas de 6º e 7º anos e verificar, a partir das respostas dos alunos, se esta atividade contribui para dialogar sobre as práticas conservacionistas, na perspectiva da Educação em Solos, buscando a formação cidadã.  A pesquisa foi realizada em cinco etapas: aplicação do questionário com 5 (cinco) perguntas e 12 (doze) itens segundo modelo da escala de Likert abordando conteúdos sobre solo, lixo e compostagem. Para condução da pesquisa foram realizadas aulas expositivas e oficina de compostagem. Ao final foi reaplicado o questionário para comparação da aprendizagem. Dos estudantes entrevistados, 69,35% afirmaram ter bom ou muito interesse em estudar sobre a importância da conservação do solo. Após a realização das atividades teórica e prática esse percentual alterou-se para 88,71%. Inicialmente 43,55%, dos alunos percebiam que o lixo provocava contaminação do solo e apresentaram pouco conhecimento sobre o que é a compostagem. Com a realização das práticas pedagógicas 59,68% dos estudantes conseguiram conceituar corretamente esse processo. Foi possível perceber que a importância do solo e a problemática do lixo são pouco abordadas no ambiente escolar.


Palavras-chave


Adubo orgânico; Conservação; Educação Ambiental.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14808/sci.plena.2017.121701

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Maria Aparecida Felix Soares Lustosa
Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.