Traçado das curvas-chaves de estações hidrométricas localizadas na bacia hidrográfica do rio Piauí, no estado de Sergipe

Autores

  • Maria Hortência Rodrigues Lima Faculdade Pio Décimo
  • Ana Paula Barbosa Ávila Macêdo Faculdade Pio Décimo Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos - SEMARH/SE

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2017.109911

Palavras-chave:

hidrometria, monitoramento dos recursos hídricos, medição de vazão

Resumo

 

O conhecimento da disponibilidade hídrica das bacias hidrográficas é de fundamental importância para a gestão de recursos hídricos e elaboração de projetos referentes ao uso da água. A ausência de séries históricas de vazões observadas, entretanto, dificulta a estimativa desse parâmetro. A curva-chave torna-se um mecanismo importante para a gestão de recursos hídricos na medida que possibilita a geração da série histórica das vazões de uma seção de um manancial superficial a partir das medições de nível d’água. Este trabalho teve como objetivo a elaboração das curvas-chaves de quatro estações hidrométricas localizadas na bacia hidrográfica do rio Piauí, no estado de Sergipe. Para o ajuste das curvas utilizou-se uma equação do tipo potência, cujos parâmetros foram determinados pelo método de mínimos desvios quadrados. Observou-se que, de modo geral, as medições realizadas retrataram de forma adequada a parte inferior das curvas. O menor desvio entre os valores de vazão calculados e medidos relativo ao valor do parâmetro h0 selecionado foi observado na estação DESO-SIP (F37).

 

Biografia do Autor

Ana Paula Barbosa Ávila Macêdo, Faculdade Pio Décimo Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos - SEMARH/SE

http://lattes.cnpq.br/2552169691569172

Downloads

Publicado

2017-11-30

Edição

Seção

X Encontro de Recursos Hídricos em Sergipe