Modelagem da dispersão de poluentes na atmosfera combinando o ADMM com homogeneização matemática

Karine Rui, Camila Pinto da Costa, Leslie Darien Pérez-Fernández, Julián Bravo-Castillero

Resumo


O método multicamadas de advecção-difusão (ADMM) produz soluções semianalíticas precisas dos problemas de valores de contorno/iniciais para equações de advecção-difusão com coeficientes variáveis que modelam a dispersão de poluentes na atmosfera, e apresenta o menor custo computacional quando comparado com outros métodos baseados em transformadas integrais. Contudo, em situações operativas tais como desastres naturais/industriais que resultam na fuga de poluentes na atmosfera, é necessário aferir rapidamente e com exatidão a distribuição da concentração dos poluentes no nível do solo para minimizar o impacto na saúde e na economia. Aqui, para acelerar a disponibilidade de resultados com mínima perda de precisão, o ADMM é combinado com homogeneização matemática, cujo emprego na modelagem de dispersão de poluentes parece ser novidade. A abordagem proposta é comparada com a aplicação direta do ADMM e às observações do experimento de Hanford para avaliar a exatidão das estimativas, assim como sua eficiência computacional, considerando condições atmosféricas estáveis. Os resultados mostram que a combinação do ADMM com a homogeneização matemática apresenta uma redução significativa no custo de tempo computacional.


Palavras-chave


modelagem da dispersão de poluentes na atmosfera, método multicamadas de advecção-difusão, homogeneização matemática

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2017.049902

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Karine Rui, Camila Pinto da Costa, Leslie Darien Pérez-Fernández, Julián Bravo-Castillero

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.