Relação entre parâmetros biométricos e teores de fenóis totais em Lafoensia replicata Pohl. – Um estudo de caso

Autores

  • Ivisson da Silva Vieira
  • Suelen dos Santos Ferreira da Silva
  • João Samy Nery de Souza
  • Júlio Marcelino Monteiro

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2017.039903

Palavras-chave:

mangabeira, conservação, compostos fenólicos

Resumo

Essa pesquisa objetivou avaliar a concentração de fenóis totais nas cascas do caule e folhas da mangabeira (Lafoensia replicata Pohl.), buscando uma correlação com a altura e circunferência do caule dos espécimes estudados. Dez indivíduos da planta foram selecionados em um fragmento de mata em Floriano, Piauí. Para a quantificação do teor de fenóis totais nas amostras foi utilizado o método Folin-Ciocalteu usando o ácido tânico como padrão. As quantidades de fenóis variaram nas cascas de L. replicata Pohl de 11,7 mg a 29,32 mg, variação menor que encontrada nas folhas, 2,60 mg a 33,70 mg. Não houve correlação entre os parâmetros biométricos e os teores de fenóis tanto nas cascas quanto nas folhas. Deve-se orientar a coleta dos recursos da planta para fins terapêuticos somente em indivíduos adultos para assim suportar os danos extrativistas.

Biografia do Autor

Ivisson da Silva Vieira

Universidade Federal do Piauí
Campus Amílcar Ferreira Sobral,
BR 343, km 3,5, Meladão
Floriano - PI
CEP: 64808-605

Suelen dos Santos Ferreira da Silva

Universidade Federal do Piauí  Campus Profa. Cinobelina Elvas - CPCEBom Jesus-PI

João Samy Nery de Souza

Universidade Federal do Piauí  Campus Profa. Cinobelina Elvas - CPCEBom Jesus-PI

Júlio Marcelino Monteiro

Universidade Federal do Piauí
Campus Amílcar Ferreira Sobral,
BR 343, km 3,5, Meladão
Floriano - PI
CEP: 64808-605

Downloads

Publicado

2017-06-09