Remoção de hidrocarbonetos de efluentes aquosos utilizando carvão ativado de cones de Casuarina equisetifolia

Autores

  • Nadjma Souza Leite Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
  • Romário Ribeiro da Silva Unversidade Federal de Sergipe/estudante
  • José Jailton Marques Universidade Federal de Sergipe/Professor.
  • Elias Basile Tambourgi Universidade Estadual de Campinas/ Professor Titular.
  • Gabriel Francisco da Silva Universidade Federal de Sergipe/Professor Associado IV.
  • Maria Susana Silva Universidade Federal de Sergipe/Bolsista de Pós-dotourado.

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2017.074201

Palavras-chave:

bioadsorvente; adsorção; tratamento de efluentes

Resumo

A poluição dos recursos hídricos é um dos fatores que provoca diminuição da disponibilidade de água de boa qualidade e a crescente utilização de técnicas avançadas de tratamento. O presente trabalho aborda o uso de um material adsorvente de origem vegetal, produzido com tratamento térmico e ativação química com hidróxido de sódio (carvão ativado) e sem tratamento térmico (in natura) a partir dos frutos de pinheiro-da-praia (Casuarina equisetifolia) para o tratamento avançado de águas e efluentes contaminados com óleos e graxas por adsorção, adequando-o aos padrões de descarte estabelecido pela legislação vigente ou ao reuso. Para tanto, foram estudadas as isotermas de adsorção, variando-se a temperatura e a massa do bioadsorvente, comparando-se sua capacidade adsortiva com a de outros adsorventes vegetais, sendo um deles um produto comercial. Foi feito também um estudo estatístico para otimização do processo. O bioadsorvente in natura apresentou maior poder de adsorção em relação ao carvão ativado, nas mesmas condições experimentais, conferindo-lhe o status de um bom adsorvente para o tratamento de efluentes e águas por adsorção.

Biografia do Autor

Nadjma Souza Leite, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Estudante de Doutorado da Faculdade de Engenharia Química da Universidade EStadual de Campinas.

 http://lattes.cnpq.br/9161941366148070

Romário Ribeiro da Silva, Unversidade Federal de Sergipe/estudante

Estudante do curso de Engenharia de Petróleo pela Universidade Federal de Sergipe.

José Jailton Marques, Universidade Federal de Sergipe/Professor.

Professor Associado I do Departamento de Engenharia Ambiental da Universiade Federal de Sergipe.

Elias Basile Tambourgi, Universidade Estadual de Campinas/ Professor Titular.

Professor Titular da Faculdade de Engenharia Química da Universidade Estadual de Campinas.

Gabriel Francisco da Silva, Universidade Federal de Sergipe/Professor Associado IV.

Professor Associado IV do Núcleo de Engenharia de Petróleo da Universidade Federal de Sergipe.

Maria Susana Silva, Universidade Federal de Sergipe/Bolsista de Pós-dotourado.

Bolsista de Pós-dotourado da Universidade Federal de Sergipe.

Downloads

Publicado

2017-09-05

Edição

Seção

Artigos