Desenvolvimento do índice de qualidade da água bruta para fins de abastecimento público-IPA para Amazônia

Autores

  • Augusto Fernando S Oliveira Universidade Federal do Pará
  • Lilian Deyse Pinto Silva Universidade Federal do Pará-Campus de Ananindeua
  • Thiago de Melo Silva Universidade Federal do Pará
  • Luciana P Santos Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Ronaldo Magno Rocha Universidade Federal do Pará
  • Heloizy Garcia Freitas Universidade Federal do Pará
  • Simone de Fátima Pinheiro Pereira Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2017.012715

Palavras-chave:

Indice de Qualidade de Água, Abastecimento, IPA, Reservatórios

Resumo

A Amazônia, cujos dois terços de sua área estão situados no Brasil, é foco de intensas políticas de construção de hidrelétricas com objetivo de satisfazer a demanda energética do país. Todavia, tais políticas implicam em problemas socioambientais para a região, incluindo a perda da biodiversidade, alteração do regime pluviométrico, perda da atividade pesqueira, dentre outros. Nessa perspectiva, a avaliação da qualidade da água das represas que constituem essas hidrelétricas torna-se crucial na avaliação do grau de comprometimento dos ecossistemas aquáticos por serem estes ambientes vitais no equilíbrio ecológico da região amazônica. O objetivo deste trabalho foi elaborar um Índice de Qualidade da Água Bruta para Fins de Abastecimento Público (IPA) específico para a região Amazônica com base em dados de variáveis químicas e físico-químicas de três represas de hidrelétricas situadas na Amazônia: Tucuruí (PA), Curuá-Uma (PA) e Samuel (RO). Realizaram-se quatro campanhas com base nos períodos chuvoso e estiagem. Os resultados mostraram que as águas dos reservatórios de Tucuruí e Curuá-Una encontram-se em boas condições de abastecimento público após tratamento simplificado, enquanto que a represa de Samuel encontra-se em condição aceitável, o que sugere que apesar dos danos ocasionados durante os primeiros anos de operação dessas represas, ocorre certa melhoria da qualidade dessas águas. Este trabalho contribui como ferramenta de base para outros estudos voltados para a compreensão da dinâmica ambiental em ambientes impactados na Amazônia, bem como oferece uma excelente ferramenta, IPA, para o desenvolvimento de outros estudos em ambientes naturais nesta região

Biografia do Autor

Augusto Fernando S Oliveira, Universidade Federal do Pará

Aluno de Bacharelado em Química da Faculdade de Química/ Instittuto de Ciencias Exatas e Naturais da Universidade Federal do Pará

Lilian Deyse Pinto Silva, Universidade Federal do Pará-Campus de Ananindeua

Aluna de Engenharia de Materiais da Universidade Federal do Pará-Campus de Ananindeua

Thiago de Melo Silva, Universidade Federal do Pará

Aluno de mestrado em Química da Universidade Federal do Pará

Luciana P Santos, Universidade Federal Rural da Amazônia

Dra em Química Analítica

Ronaldo Magno Rocha, Universidade Federal do Pará

Aluno de doutorado do programa de pós graduação em Química da Universidade Federal do Pará

Heloizy Garcia Freitas, Universidade Federal do Pará

Professora adjunta III da Universidade Federal do Pará-Campus de Ananindeua, Faculdade de Química.

Simone de Fátima Pinheiro Pereira, Universidade Federal do Pará

Professora Titular fa Faculdade de Química da Universidade Federal do Pará

Downloads

Publicado

2017-01-13

Edição

Seção

I Workshop sobre pesquisas na Amazônia e I encontro do MNPEF da Unifesspa