O uso de simuladores via smartphone no ensino de ciência como ferramenta pedagógica na abordagem de conteúdos contextualizados de física

Autores

  • Cairo Dias Barbosa Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará
  • Narciso Das Neves Soares Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará
  • Maria Liduina das Chagas Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará
  • Fernanda Carla Lima Ferreira Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2017.012713

Palavras-chave:

Simuladores, smartphone, ensino de Ciências, conteúdos de Física

Resumo

Neste trabalho, discutiram-se metodologias voltadas para o uso de simuladores via smartphone no ensino de conceitos e fenômenos físicos estudados na disciplina de Ciências Naturais nas series finais do ensino fundamental, como exemplo, utilizamos temas de óptica. Muito professores enfrentam o problema do uso impróprio de celulares smartphones pelos alunos durante as aulas, pois os mesmos acabam sendo motivo de distração. Pensando nisso a proposta desse trabalho é expor exemplos de como utilizar esta tecnologia inovadora de forma pedagógica no ensino de Ciências através de simuladores interativos. Para isso foi realizada uma pesquisa bibliográfica referente às teorias de aprendizagem e pesquisas voltadas para o uso destas tecnologias midiáticas no ensino. Objetivou-se assim, dar aos conteúdos de físicas abordados no ensino fundamental um caráter menos abstrato, assim como, proporcionar ao aluno um papel mais ativo e interativo no processo de ensino e aprendizagem.

Biografia do Autor

Cairo Dias Barbosa, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

Mestrado em Ensino de Física

Narciso Das Neves Soares, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

Mestrado em Ensino de Física

Maria Liduina das Chagas, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

Mestrado em Ensino de Física

Fernanda Carla Lima Ferreira, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

Mestrado em Ensino de Física

Downloads

Publicado

2017-01-13

Edição

Seção

I Workshop sobre pesquisas na Amazônia e I encontro do MNPEF da Unifesspa