Um estudo sobre grandezas constitutivas e diferença de pressões arbitrárias em uma suspensão particulada com restrição de incompressibilidade

Autores

  • Denisson de Oliveira Libório Universidade Federal de Sergipe http://orcid.org/0000-0002-0477-3647
  • Edilson de Jesus Santos Universidade Federal de Sergipe
  • Pedro Leite Santana Universidade Federal de Sergipe
  • Rogério Luz Pagano Universidade Federal de Sergipe
  • Antônio Santos Silva Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2016.054207

Palavras-chave:

suspensão particulada, pressões arbitrárias, grandezas constitutivas

Resumo

Este trabalho, no contexto de meio poroso com restrição de incompressibilidade, trata de um estudo sobre grandezas constitutivas e diferença de pressões arbitrárias em uma suspensão particulada. São usadas duas soluções exatas de um sistema de equações do movimento da suspensão particulada, com tais soluções inseridas em modelagem matemática do movimento gravitacional de suspensões particuladas em proveta. A modelagem envolve sub-regiões que variam com o tempo e são delimitadas por interfaces em movimento, inclusive pela onda de aceleração. As soluções exatas e os movimentos da onda e das interfaces, juntamente com dados experimentais da literatura de altura versus tempo da interface superior descendente do próprio teste de proveta, são usados para o cálculo de parâmetros envolvidos em equações propostas para as partes constitutivas da força de interação e de cada tensor tensão. Com isso, é determinada a diferença de pressões arbitrárias. São mostrados resultados numéricos do cálculo dos parâmetros envolvidos nas equações do modelo, usando-se como ponto de partida a determinação dos parâmetros básicos velocidade da onda de aceleração, ponto de encontro da onda com a interface superior descendente e ponto de encontro das interfaces.

Downloads

Publicado

2016-05-12

Edição

Seção

VII Seminário de Pesquisa em Engenharia Química - Edição financiada pela CAPES