Análise da influência do alcoolismo e tabagismo na fertilidade masculina

Autores

  • Naan Rodrigues Goncalves Professor de Histologia e Embriologia das Faculdades Integradas Aparício Carvalho - FIMCA
  • Francisca da Luz Dias

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2016.076301

Palavras-chave:

infertilidade, alcoolismo, tabaco.

Resumo

A infertilidade masculina é causada por fatores que bloqueiam ou alteram a espermatogênese. O alcoolismo e o fumo afetam a qualidade sexual e a capacidade de concepção no homem podendo desenvolver problemas de fertilidade. O objetivo deste estudo foi avaliar, através do exame Espermograma, se o alcoolismo e o tabagismo afetam a qualidade do sêmen. Foram analisados sêmens de 45 voluntários divididos em 03 grupos: 1. Grupo Controle, 2. Grupo Consumidor de Álcool e 3. Grupo Consumidor de Álcool e Fumo. Os resultados obtidos foram normais nas referências do teste, porém o Grupo Controle mostrou resultados com qualidade superior aos outros dois grupos. Na comparação de significância o Grupo Consumidor de Álcool teve a motilidade inferior ao Grupo Controle (p < 0,05) e a morfologia, vitalidade, concentração espermática e concentração pelo volume ejaculado normais (p > 0,05). Entre o Grupo Controle e Grupo Consumidor de Álcool e fumo os resultados não apresentaram significância (p > 0,05). Porém no Grupo Consumidor de Álcool e fumo foi obtido uma concentração espermática inferior ao Grupo Consumidor de Álcool (p < 0,05). O exame revela informações importantes sobre as possíveis alterações que o álcool e o fumo podem causar nas características vitais do sêmen que são relevantes para homens susceptíveis a infertilidade.

Biografia do Autor

Naan Rodrigues Goncalves, Professor de Histologia e Embriologia das Faculdades Integradas Aparício Carvalho - FIMCA

http://lattes.cnpq.br/4124403778279215

Francisca da Luz Dias

http://lattes.cnpq.br/4149717689039073

Downloads

Publicado

2016-07-20

Edição

Seção

Artigos