Obtenção de substância surfactante a partir da modificação de celulose

Autores

  • Clécio Martinho do Rosário Santos Universidade Federal de Sergipe
  • Denes Carlos Santos da Graça Universidade Federal de Sergipe
  • Gisélia Cardoso Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2016.081301

Palavras-chave:

Celulose, modificação, surfactante

Resumo

A atenção mundial aos problemas ambientais tem motivado, nas últimas décadas, estudos sobre produção de substâncias oriundas da biomassa, por ser esta uma fonte renovável e seus derivados apresentarem baixo impacto ambiental. Dentre as substâncias extraídas da biomassa, a celulose tem tido destaque e emprego em diversas aplicações, pois a sua estrutura pode ser modificada originando produtos com diferentes propriedades de uso industriais. Este estudo teve por objetivo desenvolver uma rota tecnológica para a obtenção de substância surfactante de sisal (Agave sisalana) modificado com álcool láurico, a partir de xantato celulósico. O produto obtido foi caracterizado quimicamente por espectroscopia de absorção na região do infravermelho com transformada de Fourier (FT-ir) quanto à inserção do modificante na macromolécula celulósica e os resultados da referida análise mostram que o processo de modificação empregado foi efetivo. Análises de verificação da capacidade de dissolução e do grau de saponificação do novo produto, em meio aquoso, mostraram que o processo realizado conferiu boa dispersão e baixa grau de saponificação. O caráter anfifílico da celulose modificada, associado ao baixo grau de saponificação lhes conferiu atributos para uso em processos industriais.

Downloads

Publicado

2016-07-31

Edição

Seção

III Congresso Sergipano de Ciência