Utilização da hortelã-pimenta como agente no controle de infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2016.126201

Palavras-chave:

Hortelã-pimenta, bactérias patogênicas, IRAS

Resumo

O uso das plantas medicinais está amplamente difundido, entretanto sua utilização com fins terapêuticos deve atender a critérios de qualidade, segurança e eficácia. A contaminação por micro-organismos pode impedir o atendimento destes critérios. A atividade biológica de algumas plantas tem sido frequente alvo de investigação devido ao comprovado espectro de atividade inibitória que apresentam sobre diversas bactérias. As infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) representam um importante problema de saúde pública e medidas de controle se fazem necessárias para evitar o crescente aumento da resistência microbiana e suas implicações e riscos na vida dos usuários dos serviços de saúde. Este estudo avaliou a qualidade de amostras comerciais de Mentha piperita L. (hortelã-pimenta) através de análises de pureza da planta e de micro-organismos indicadores e patogênicos, além de testar a atividade antibacteriana de extratos da planta. Os valores médios encontrados para matérias estranhas, umidade e cinzas foram de 18,21%, 44,46% e 10,75%, respectivamente. As contagens de micro-organismos aeróbios viáveis, de bolores e leveduras e a pesquisa de Escherichia coli, Salmonella sp., Staphylococcus aureus e Pseudomonas aeruginosa indicaram que a maioria das amostras (80%) não atendia aos parâmetros estabelecidos pela legislação. Os resultados de qualidade encontrados para a hortelã-pimenta são um indicativo da precariedade na comercialização de plantas medicinais no Brasil e pressupõem a urgência na implantação de programas de farmacovigilância. Os extratos com atividades antibacterianas mais expressivas foram os brutos etanólicos, inibindo aproximadamente 91% das bactérias testadas, indicando a possibilidade de uso da hortelã-pimenta no controle dos micro-organismos testados. 

Biografia do Autor

Lisianne Brittes Benitez, Universidade de Santa Cruz do Sul

Depto de Biologia e Farmácia.

Chana de Medeiros da Silva, UNISC

Depto de Biologia e Farmácia.

Laura da Costa Alvares, UNISC

depto Biologia e Farmácia

Downloads

Publicado

2016-12-19