Educar para a Saúde no Século XXI: Fala de Professores

Autores

  • Carlos Alberto Vasconcelos Depto de Educação do Campus prof. Alberto Carvalho
  • José Wildson Santos Secretaria de Educação do estado de Sergipe Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática

DOI:

https://doi.org/10.14808/sci.plena.2016.112708

Palavras-chave:

Educação Física, Educação para Saúde, Prática e Formação Docente

Resumo

Educar em tempos de alta tecnologia é certamente um dos mais instigantes desafios para os profissionais da educação no século XXI. O presente trabalho procurou investigar como os profissionais da educação da rede de ensino estadual de Sergipe, especificamente professores de educação física, desenvolvem suas ações pedagógicas voltadas à educação para saúde.  Analisamos formação acadêmica, planos de curso e como estes concebem a saúde e a educação para saúde. Optamos por conceber a saúde a partir de uma visão holística, a qual é compreendida como um conjunto composto por diferentes esferas, e a partir de então discutiu-se com os entrevistados sobre a intervenção deste no meio escolar onde atuam. Estamos certos de que ações para o desenvolvimento da educação para a saúde no âmbito escolar não apenas são pertinentes como são institucionalmente orientados para sua efetivação, os quais, certamente, promoverão mudanças qualitativas e quantitativas frente a adoção de um estilo de vida mais saudável por parte dos educandos

Biografia do Autor

Carlos Alberto Vasconcelos, Depto de Educação do Campus prof. Alberto Carvalho

Prof. Pós Doutor em Educação

José Wildson Santos, Secretaria de Educação do estado de Sergipe Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática

Formado em Educação Fisica com Especialização em Políticas Públicas com foco em Genero e Raça e Mestrando em Ensino de Ciencias e Matematica

Downloads

Publicado

2016-11-21

Edição

Seção

IX Colóquio Internacional Educação e Contemporaneidade